Browsing All posts tagged under »Tiago Maria«

O dia que Deus falou comigo [Tiago Maria]

fevereiro 20, 2020

13

Gostaria, mesmo, caros leitores, de ser pintor, e bom pintor, para colocar sob seus olhos, com fidelidade, o encantamento que aquela aparição causou em todos os Santos do Apolinário…  Mas antes deixa eu contar aqui como Ele me salvou da morte. Dormíamos, minha senhora e eu, como fazemos há mais de vinte anos, não mais […]

Cadeirão do Huck [Tiago Maria]

fevereiro 6, 2020

0

Huck, o incrível, Huck, se candidato, além do apoio dos Vingadores, da Marvel, do tio Sam, do tio Patinhas, da Globo, dos banqueiros e dos miseráveis, já tem seu plano de governo todo preparado com ações baseadas nos quadros do seu programa. Aliás, seu programa de governo, na cadeira presidencial, se chamará: Cadeirão do Hulk. […]

Miraculous: As aventuras de Ladyblois [Tiago Maria]

janeiro 23, 2020

0

Ela já foi amante do Roque Santeiro quando ainda era casada com o Sinhozinho Malta. Já trocou crianças na maternidade, enganando, ao mesmo tempo, a própria filha e o Antônio Fagundes. Vendeu pastel na rua pra sustentar a Glória Pires. Ela já namorou o Brasil, gente, o Brasil! Atualmente é casada com um fazendeiro e […]

Vulneráveis [Tiago Maria]

janeiro 9, 2020

3

Você eu não sei, mas ando um pouco assustado com o ano novo. Já começou assim, brabinho, explosivo, doloroso. Lamentável. Também, cria de dezenove, não se deve esperar muita coisa. Talvez esteja só impressionado com as cenas que presenciei no posto de atendimento onde passei a virada do ano. Eu não falei pra vocês? Sim. […]

Rotina e remorso [Tiago Maria]

dezembro 26, 2019

12

Eu nunca desejei o mal a ninguém. Tá, nunca, nunca, já é exagero. E ninguém, ninguém também é mentira. Mas normalmente eu não desejo o mal a ninguém. Acontece que eu chego ao Centro da minha Poa lá pelas sete e quarenta da manhã. Daí que só tenho vinte minutos antes de assinar o ponto […]

Crônica sobre o infinito [Tiago Maria]

dezembro 12, 2019

5

Porque hoje eu vou fazer, ao meu jeito eu vou fazer, uma crônica sobre o infinito. Eu deitava de costas na grama, ainda molhada do sereno, pra ver os tons de lilás, rosa e azul do céu que desbotava na Alvorada da minha primeira infância. Uma dupla de barreiros em falsetes, sobre o mourão, publicava […]

A minha guria [Tiago Maria]

novembro 28, 2019

2

Quando, sua moça, nasceu minha florzinha Não era ideia minha ela rebentar Já foi nascendo com cara de brava E eu não tinha palavra pra lhe dar Como fui amando, não sei lhe explicar Fui assim amando ela a me amar E na sua feminice Ela um dia me disse: não vou me calar Quem […]