Browsing All posts tagged under »Tiago Maria«

Pontapé [Tiago Maria]

novembro 1, 2018

1

Uma pernada violenta, ainda dentro da barriga, chegou a derrubar a revista sobre maternidade que a mãe estava lendo. Foi um alvoroço. “Oh, vai ser jogador!” Garantia o pai, sorriso de orelha a orelha, todo orgulhoso. Imaginava a camiseta do time ao lado da sua no varal, as bolas espalhadas pela casa, os domingos no […]

Espoleta [Tiago Maria]

outubro 18, 2018

1

Uma doze, cano duplo, cerrado, nessa manhã, saiu num estado de irritação que, ao bater a porta, deixou cair os cartuchos. E se já ia furiosa, imagine-se como ficou, depois de se carregar outra vez, ao perceber que o elevador não estava funcionando. Teve que descer de escadas, o que, para uma arma deste calibre, […]

38 carregado [Tiago Maria]

outubro 4, 2018

7

Disparo esta rajada assim à queima roupa sem vírgula nem ponto minhas frases. minhas regras, Tenho meus trinta e oito carregados até a boca. Muito cuidado. Cidadão amado até os dentes. A qualquer momento, uma fala perdida pode atingir um inocente desavisado. Por favor, retirem as crianças do texto. Se a vida começa mesmo aos […]

Arrebatamento [Tiago Maria]

setembro 20, 2018

3

Algemado. Apavorado. Estatelado de bruços no asfalto. Despido. Pés atados, mãos na cabeça. Um ferimento na asa esquerda. Os cabelos cacheados, loirinhos, encharcados de suor. Um pelotão isola o local e imobiliza o suspeito sob os protestos de alguns passantes: é só uma criança! Covardes, prevalecidos! Motoristas, incrédulos, diminuem a velocidade para melhor ver o […]

Enquanto Lya ao meu lado [Tiago Maria]

setembro 6, 2018

3

Da vez em que estive suspenso no tempo, em uma bolha, ao lado de Lya Luft, no trânsito cactos da minha Poa. Explico: Foi durante a primeira Semana Acadêmica do Curso de Letras da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul, a Uergs. Faço parte da comissão estudantil, dentro do Centro Acadêmico que leva o […]

Parto (a)normal [Tiago Maria]

agosto 23, 2018

8

Quando nasce um leitor, Todos os livros batem páginas. Onde nasce um leitor, A luz favorece as serifas.   Como nasce um leitor? Enrolado no cordel angelical. Pra que nasce um leitor? Para questionar o próprio natal.   Ao nascer um leitor, Morre no parto um ignorante. Nascendo um leitor, Renasce uma biblioteca inteirinha.   […]

O importunista [Tiago Maria]

agosto 9, 2018

1

Veste sua melhor camisa, penteia bem os cabelos, perfume e tudo. Conta outra vez o dinheiro. Separa as moedas, coladas com fita adesiva, em montinhos de um real. Pretende ir até a loja e conferir se o valor que dispõe já é o suficiente ou se consegue um desconto, uma promoção, quem sabe. Empurra a […]