Browsing All posts tagged under »Rachel de Queiroz«

Cem anos de crônicas no Estado de São Paulo

janeiro 3, 2020

1

O Estado de São Paulo é um dos jornais mais antigos em atividade no Brasil. Ao longo da sua história, escritores dos mais diferentes estilos praticaram em suas páginas o gênero da crônica. No início da década de 1990, decidiu-se reunir em uma coletânea os mais representativos entre esses escritores. Surgiu então “Cronistas do Estadão“, […]

101 livros de crônicas que merecem ser lidos

abril 10, 2017

4

Não é uma lista com os melhores livros de crônicas já produzidos porque, para isso, seria preciso que eu conhecesse muito mais livros do que conheço.  Sinto a falta, nesta lista, de mais escritores das regiões centro-oeste, norte e nordeste, que poderiam ter entrado, acaso eu já tivesse contato com eles. Também não é uma […]

Rachel, o brasileiro e o sertão

fevereiro 1, 2016

1

É curioso observar como Rachel de Queiroz também faz da crônica um território para falar dos mistérios do Nordeste – só comparáveis, ela diz, aos da Terra Santa. “O brasileiro perplexo”, lançado pela Editora do Autor em 1963, reúne uma porção de textos feitos para a imprensa que reúnem a temática sertaneja. Poderiam ser contos, […]

O estilo na crônica

junho 2, 2014

1

Alvaro Costa e Silva*  Publicado originalmente no Jornal da Poesia. Já virou tradição sair por aí dizendo que brasileiro é bom de crônica. Entre as tantas explicações para nosso talento em relatar, em prosa digestiva, os tempos e as modas, tem aquela de Ivan Lessa (que é, acima de tudo, um cronista de humor): é […]

A história da coleção “Para Gostar de Ler”

maio 29, 2014

6

A coleção “Para Gostar de Ler” foi uma das mais bem sucedidas estratégias editoriais no país. Destinados a estudantes do Ensino Fundamental e Médio, os pequenos livros de crônicas marcaram uma geração e até hoje são lembrados com muita saudade por aqueles que deram os seus primeiros passos na literatura através de suas edições. E como nasceu […]

Os cronistas da década de 50

maio 22, 2014

1

Via Culturice Cronistas e o retrato da cidade. No Rio de Janeiro, da década de 50, era notável o número e a qualidade de escritores que se dedicavam à crônica. Sergio Porto (Stanislaw Ponte Preta) fazia desde 1954, na Última Hora (Rio) um gênero de crônica leve e humorística. Henrique Pongetti tinha em O Globo […]

Rachel de Queiroz contra a máquina

fevereiro 26, 2014

0

No fundo todo cronista tem uns três ou quatro temas fundamentais a que sempre recorre. Para Rachel de Queiroz, uma das nossas mais profícuas cronistas, esses temas eram relacionados ao dissabores do progresso e o seu culto à máquina. Ela não se adaptava e dizia que o próprio homem não estava condicionado ao tipo de […]