Browsing All posts tagged under »Cyro de Mattos«

Esse tempo de mim [Cyro de Mattos]

agosto 27, 2020

0

O Rio  A cidade toda sabia que o rio era uma dádiva. Tão ser, tão pedra, tão água. À margem o efêmero ante o eterno que passava. Pelas mãos do areeiro a argamassa das casas era feita de fibra específica: calo, suor e areia. Boi São Bernardo Foi vendido velho para cumprir seu destino de […]

O cego Marujo [Cyro de Mattos]

agosto 13, 2020

0

Na minha infância conheci criaturas interessantes que, na maneira de ser de cada uma delas, davam cores e sons à cidade. Faziam parte do espetáculo da vida onde quer que se apresentassem. O cego Marujo era uma delas. Fazia ponto com a sua viola inseparável no estacionamento de ônibus, que ficava no centro da cidade, […]

Crônica do meu chão [Cyro de Mattos]

julho 16, 2020

0

No aniversário da cidade devemos lembrar sempre do sergipano Félix Severino do Amor Divino. O primeiro homem que pisou este solo de Itabuna e, no lugar denominado Marimbeta, hoje bairro da Conceição, ergueu uma casa de taipa, plantando ali uma roça de cereais e cacau. O primeiro homem que recuou a mata hostil e impenetrável. […]

Outra perda enorme [Cyro de Mattos]

julho 2, 2020

0

Ano de  tristezas. Mal me refaço da grande perda com o escritor e confrade João Carlos Teixeira Gomes, o amigo Joca, recebo outra notícia que abala quando leio na mídia que o professor e escritor Luís Henrique Dias Tavares também nos deixou. Professor emérito da Universidade  Federal da Bahia, ilustre membro da Academia de Letras […]

Tempos de coronavírus [Cyro de Mattos]

junho 18, 2020

0

Ninguém imaginaria que as cidades fossem interrompidas no seu fluxo de vida com essa guerra do coronavírus. Agora todos andam de máscara quando uma necessidade impõe que vá comprar algo necessário na farmácia ou supermercado. Cuidado, cuide-se com os demais, lave sempre as mãos, com álcool ou sabão, mas não esqueça o ritual, se viver […]

Um mestre da crônica [Cyro de Mattos]

junho 4, 2020

0

De origem grega, a palavra crônica vem de chronos, que quer dizer tempo. Forma  textual de narrativa curta, possui uma inclinação para  os fatos da vida diária, contemporâneos. Escrita para o jornal ou revista, televisão ou rádio, o estofo literário retira-lhe a condição estrita de jornalismo, cuja linguagem é objetiva para informar o fato. Conciso […]

Três editoras no sul da Bahia [Cyro de Mattos]

maio 21, 2020

0

Há pouco mais de cinquenta anos, o romancista Otávio de Faria perguntou na Biblioteca Nacional ao amigo Adonias Filho o que era que o sul da Bahia produzia além do cacau. Respondeu sem hesitar o consagrado escritor Adonias Filho que produzia artistas da palavra. E citou os nomes de Jorge Amado, Sosígenes Costa, Emo Duarte, […]

Mãe Otaciana [Cyro de Mattos]

maio 7, 2020

0

Minha avó Ana dizia que uma mãe é para cem filhos e cem filhos não são para uma mãe. Que dizer então de uma mãe que teve mais de centena de filhos e um número incalculável de netos? Otaciana Eráclia Ferreira Pinto muito cedo pôs os pés na estrada deste mundo de Deus. Mas foi […]

Quase crônica de amor [Cyro de Mattos]

abril 23, 2020

0

Casou-se com a moça que ensinava Canto no educandário feminino. Tinha muita crença em Deus, fazia parte do coro na Catedral de São José, era filha de Maria. Pianista admirada,  compôs o hino da cidade, além disso escreveu  a letra.  Havia fundado a escola de música “Som do Sol” para meninos e jovens carentes, necessitados […]

Rio Cachoeira [Cyro de Mattos]

abril 9, 2020

0

Cada cidade ou região tem o seu rio, com sua gente, águas, bichos e lendas. Escorrendo sentimentos líquidos, cada pessoa carrega no coração o rio de sua cidade. Cachoeira é como se chama o rio que atravessa a minha cidade. Divide-a em duas partes. Já teve lavadeiras, aguadeiros, pescadores e tiradores de areia  quando ainda […]