Browsing All posts tagged under »Alexandre Brandão«

Geografia fluida [Alexandre Brandão]

outubro 13, 2019

2

(Imagem: Átila Roque) . Para Denise, Helena e Nelson Numa manhã friorenta, uma amiga de infância me escreveu para contar que, num sonho, ela teria vindo ao Rio e passeado ciceroneada por minha filha. O Rio não era bem o Rio, “o Rio se parecia com uma ilha grega, as casas, clubes e prédios pendurados […]

O que fazer? [Alexandre Brandão]

setembro 29, 2019

5

(Imagem: Átila Roque) . Na sexta, dia 20 de setembro, no Complexo do Alemão, a menina Ághata Félix, oito anos — oito — foi assassinada, com um tiro de fuzil nas costas, pela força policial do Rio de Janeiro. A morte de uma criança, de uma criancinha, ainda causa indignação e, no caso, a essa […]

Efeito colateral do sonho [Alexandre Brandão]

setembro 15, 2019

4

(Imagem: Átila Roque) . Estava em Tiradentes durante a semana de gastronomia. Cheguei no sábado e, até o dia seguinte, quando meus anfitriões voltaram de uma pequena viagem, fiquei só e gastei o tempo andando e cumprindo com louvor uma tarefa típica dos vagabundos: medir as ruas. No caminho para o centro histórico, na boca […]

Ensaio palpiteiro sobre a crônica [Alexandre Brandão]

setembro 1, 2019

13

(Imagem: Átila Roque) . Patinho feio da literatura, a crônica é de leitura leve, ainda que nem sempre o assunto de que ela trata seja ameno. Surgida nos jornais, num cantinho rodeado de notícias sangrentas ou muito importantes, essas que falam dos rumos do país e até do mundo, a crônica, para sobreviver, fez-se sedutora. […]

Briga de rua [Alexandre Brandão]

agosto 18, 2019

0

(Imagem: Átila Roque) . Pela movimentação nas imediações do metrô, logo percebi que era um rolo, o desentendimento imediatamente anterior a uma briga de rua. Na minha cidade, 50 anos atrás, as brigas ficavam restritas a socos, mas hoje tudo está tão a tiro e pó que, cauteloso, procurei me afastar. De soco e até […]

Bandeira Gullar dos Anjos [Alexandre Brandão]

agosto 4, 2019

3

(Imagem: Átila Roque) . Bolha [1] Vamos viver na bolha, Anarina. Deixarei aqui meus inimigos, levarei os livros, minha única riqueza. A vergonha vai comigo. Deixarás aqui tua filha, tua avó, teu marido, teu amante: esses que se abraçaram à escuridão e a ela continuam abraçados. Aqui ecoa quente a sandice dos bárbaros, sua truculência. […]

A crônica da falta de assunto: módulo sem noção [Alexandre Brandão]

julho 21, 2019

8

(Imagem: Átila Roque) . Quando estive em Kentucky… Epa, nunca estive em Kentucky. Na América do Norte, fui a Nova Iorque já faz algum tempo. Uma cidade adorável, inclusive, pois é um lugar do mundo, ou pelo menos foi assim que a entendi em minha pequena estadia por lá. Não só há muitos estrangeiros, como, […]