Browsing All Posts filed under »Uncategorized«

Poetas, chatos, defuntos [Raul Drewnick]

maio 17, 2020

0

Sempre foi um poeta com preocupações sociais. Aos dezoito anos, já propunha uma campanha de apoio às rimas pobres. *** Há defuntos vistosos, midiáticos. E há defuntos que são o que são. *** Um chato sempre dispõe de tempo para nos contar de novo uma piada. Principalmente se não tivermos gostado dela. *** O chato […]

Os menores [Alexandre Brandão]

maio 10, 2020

4

(Imagem: Átila Roque) . “há aqueles que lutam toda a vida; esses são os imprescindíveis” (Bertolt Brecht) . Não sei se Voltaire, se Pascal ou se um terceiro, em carta, se desculpou com o amigo por escrever um texto longo, pois estava sem tempo para um curto. Nos anos de 1970, fez sucesso o livro […]

VIALAC, 1ª zona – Algoritmo 2084. PL Terra, Bra$élfie. [Tiago Maria]

abril 30, 2020

6

… – Mas sem talkpatia como é que vocês faziam pra conversar? – O vovô já te disse, Covidson, nós falávamos. E cada um usava a própria voz. – E como é que a voz saia do EMU? – Naquela época ainda não existiam capacetes respiratórios, Côvi, usávamos máscaras de tecido. E podíamos nos tocar […]

Trechos, nada mais [Raul Drewnick]

abril 19, 2020

0

Tem notado a tendência de se expressar com metáforas. Hoje lhe ocorreu que o sexo é uma dessas flores murchas de jarro. *** Quando ferida pela gozosa espada do jovem amante, a prima-dona estilhaçou com seus gritos todos os cristais do hotel, do primeiro ao último andar. *** Se você diz a um chato que […]

Rubem Fonseca e o seu livro de crônicas

abril 15, 2020

1

Morto nesta quarta-feira (15/04) aos 94 anos, o escritor famoso por seus contos e romances também escreveu um livro de crônicas Uma única vez Rubem Fonseca decidiu se aventurar no gênero preferido de seus xarás Braga e Alves. Mas “O romance morreu” (Companhia das Letras, 2007, Nova Fronteira, 2014) não é um livro de crônicas […]

Mais do mesmo [Cássio Zanatta]

abril 7, 2020

0

O gosto salgado da lágrima será reconhecido tanto por quem chora de rir como por quem perde a casa na enchente. Quando faz calor, o corpo regula sua temperatura pelo suor dos poros. Isso funciona tanto para o homem que pendura a corda e sobe no banquinho, como para quem ganha quatro milhões na loteria. […]

Fim do mundo [Drica Muscat]

fevereiro 5, 2020

0

Quando o mundo estiver acabando, eu vou escrever esta crônica. Ela vai me levar para a respiração de uma criança, e a sua barriguinha que sobe e desce serena, assim que ela encontra as cores que só existem quando a gente encontra, num sonho, um beija-flor. A vida vai estar escorrendo pelas ruas, ladeiras, rios […]