Search Results for »"cyro de mattos"«

Como conheci Castro Alves [Cyro de Mattos]

abril 11, 2019

0

Foi nos idos de 1953. Saltei do bonde na parada próxima ao Restaurante Cacique e Cine Guarani, com o firme propósito de conhecer aquele monumento de mais de dez metros, um homem lá no alto encimando o pedestal. Aquele homem de cabeleira negra e basta devia ser muito importante para que fosse homenageado em monumento […]

O triunfo do amor [Cyro de Mattos]

março 28, 2019

2

O moço morava no outro lado do rio. Lá havia uma olaria. Trabalhava ali, fazia moringa, panela,  bonecos e santos. Mãos caprichosas, artesão afamado. A moça morava no lado de cá, margem esquerda do rio, onde havia a pequena cidade com o seu comércio próspero. Fazia  toalha, tapete, rede. As mãos delicadas, tecelã admirada. Em […]

Sua única briga [Cyro de Mattos]

março 14, 2019

0

Só brigou uma vez no internato. Foi com um menino que jogava de ponta-esquerda no time de camisa branca. Jogando como lateral direito no time de camisa azul, ele dava uma marcação implacável àquele menino gago, troncudo, baixo, braços musculosos. Em compensação era menor do que ele, que sempre se antecipava para tomar a bola […]

O apostador [Cyro de Mattos]

fevereiro 28, 2019

0

Começou jogando no bicho. Mudou para a loteria federal. Meses depois migrou para a loteria esportiva. Agora estava de olho gordo na  mega-sena. Só valia ganhar se fosse o único ganhador, entre milhares de apostadores. Mega-sena acumulada, ao felizardo marés de milhões. Ele, o apostador incorrigível. A mulher tentou livrá-lo do vício. Brincadeira no início, […]

Queria morrer no mar [Cyro de Mattos]

fevereiro 14, 2019

0

Tinha uns sentimentos estranhos, mãe e pai aborrecidos. Não queria morrer embarcado no seco. Moço bonito, corpulento, olhos verdes, pele cor de espuma branca. Disputado pelas moças da aldeia. Não ligava. Dizia baixinho, quem é do mar não se separa dele. Completamente verde naquelas águas, o que mais queria.  Quem ama essas águas verdes nunca […]

História de Mimiqui [Cyro de Mattos]

janeiro 31, 2019

1

– A senhora tinha parentesco com a vítima? – Mãe. – Quantos anos a vítima tinha? – Trinta e seis. – A senhora tem outros filhos? – Cinco e mais três netos que vivem comigo. – A vítima morava com a senhora? – Desde que nasceu e por último quando conseguiu fugir do sanatório. – […]

Conversa com Luís Carlos [Cyro de Mattos]

janeiro 17, 2019

0

O goleiro Luís Carlos deixou-nos na véspera do Natal. Foi jogar nas canchas do céu, defender a cidadela de um time divino e maravilhoso, neste certamente estarão atuando jogadores amadores inesquecíveis, que se exibiram com a sua classe e empenho, do lado de cá, no Velho Campo da Desportiva, como Leo Briglia, Santinho, Humberto Cesar, […]

Brasileiro Monteiro Lobato [Cyro de Mattos]

janeiro 3, 2019

0

Descobri os livros na estante de seu Zeca Freire, o farmacêutico, homem atencioso e de bons préstimos. Era o dono da Farmácia Popular, localizada na rua do comércio. Notei que a biblioteca dele tinha livros grandes e pequenos, grossos e finos. Estavam arrumados nas prateleiras de um armário, que ocupava mais da metade da parede […]

Querido neto Gabriel [Cyro de Mattos]

dezembro 20, 2018

0

Seus avós querem  lhe dizer que Deus é o Criador de todos os seres e todas as coisas. Está em todo lugar, não tem princípio nem fim porque é eterno.  Ele é todo poderoso e todo generoso. Ele nos deu a vida, nosso bem maior. Durante milênios, os seres humanos vêm  mostrando que não sabem […]

Voo de Telmo Padilha [Cyro de Mattos]

dezembro 6, 2018

0

O romancista Jorge Amado nasceu em Ferradas, lugarejo que naquele tempo da conquista da terra era um distrito do município de Itabuna, no Sul da Bahia. Lá, naquele pedaço das terras do sem fim, também nasceu Telmo Padilha (1930-1977), poeta das questões profundas, que morreu em acidente automobilístico. O poeta compadre de Jorge Amado está […]