Bom dia [Marco Antonio]

Posted on 12/08/2020

7



Acordei. Mas levantar já? Tenho o dia organizado, vai dar tempo. Só mais um pouquinho de sono, e vamos, café no fogo, rega nas plantinhas, arruma a cama, passo a vassoura, limpo o banheiro? Abro o notebook, confiro os e-mails, confere se não entrou como spam, abre as redes sociais, qual é a treta? Nesta rede nada. Na outra. Experimenta essa nova, faz o cadastro, eu não, é verdade, tem mais uma agora, outro dia. Vê se compra umas camisas, mais camisas, encomendo rápido, expressa ou econômica, rápido, que melhorou a entrega, viu a conta de abril? Nossa, é hora, mercado ou almoço, proteína, carboidrato e folhas, faço, come e descansa, chefe ligou, videoconferência, as tarefas atrasadas, corre, pronto, fiz tudo. Essa reunião termina a gente transa, assim combinado, depois do trabalho me dá tesão, pro jantar pedimos comida, hoje filme ou série? A gente transa e então vê, a maratona, faz tempo que não rola, tô sem camisinha, pede na farmácia que entregam em vinte, vinte minutos passam rápido, pô mas o jantar chegou primeiro, essa entrega de camisinha não vai merecer gorjeta, reclamo no aplicativo, melhor não, estão salvando o dia, come ou transa? Transa, fica esperto, opa, farmácia na portaria, quase, bota uma roupa, nem tirei, vou descer, onde eu estou com a cabeça, obrigado, sobe logo, você está comendo, me deu muita fome, agora o filme, e depois sono, que acordamos cedo, a transa, amanhã teremos tempo, camisinha e tempo, olha as notícias, vão falar da vacina.

__________

Marco Antonio é carioca, escritor e cronista. Publicou os contos de “Capoeira angola mandou chamar”, a novela “Cara preta no mato” em ebook, e participou das coletâneas de contos “Clube da Leitura – volume III”, “Escritor Profissional – volume 1” e “Clube da Leitura – volume 4”. Escreve crônicas para a RUBEM desde 2014. Em 2018 lançou “O gato na árvore”, pela Editora Moinhos. Suas crônicas saem quinzenalmente às quartas-feiras. 

Marcado:
Posted in: Crônicas