Dualidade [Daniel Russell Ribas]

Posted on 10/07/2017

2



(ele entra)

Eu gosto de você. Eu também… Não! Não? Eu gosto de você, mas não gosto. Não entendi. Eu gosto de você, gosto de você mesmo, gosto como pessoa, mas… não gosto de você… assim. Assim como? Como você é. Não entendi. Não? Você gosta de mim? Gosto, mas não gosto. Por quê? Eu gosto de homem! Hã? Eu gosto de homens! Eu também. Não! Não? Como você é… Assim como… Eu gosto de você, mas você não é homem.

(pausa)

Eu entendi, mas você não entendeu. Como assim? Eu nasci assim, demorou para eu ser assim, mas agora eu sou assim. Assim como? Eu sou um homem, muito mais que você, porque enfrentei o que você nunca pensou, se olhar no espelho, estar sem nada e pensar repetido: não entendi, como assim, por quê, não gosto de você, eu gosto de homem, eu não sou mulher, eu sou um homem, eu gosto de mim!

(pausa)

Eu gosto… Eu não gosto de você, porque você não é homem, você não é mulher, você não é nada. Eu não gosto de mim. Não quero este respiros afiados no peito. Dentro, há transformação. Aguarde e verá. Por quê? Eu gosto de mim. Eu gosto de você, mas não sou você. Entendo, aceito. Compreendo. Sou Nirvana.

(ela sai)

__________

Daniel Russell Ribas é membro do coletivo “Clube da Leitura”, que organiza evento quinzenal no Rio de Janeiro. Organizou as coletâneas “Para Copacabana, com amor” (Ed. Oito e meio), “A polêmica vida do amor” e “É assim que o mundo acaba”, ambos em parceira com Flávia Iriarte e publicados pela Oito e meio, e “Monstros Gigantes – Kaijus”, em parceria com Luiz Felipe Vasquez, pela Editora Draco. Participou como autor dos livros “Clube da Leitura: modo de usar, vol. 1”, “Lama, antologia 1” (publicação independente), “Clube da Leitura, volume II”, “Sinistro! 3”, “Ponto G” (Multifoco), “Caneta, Lente & Pincel” (Ed. Flaneur), “Clube da Leitura, vol. III”, “Veredas: panorama do conto contemporâneo brasileiro” e “Encontros na Estação” (Oito e meio). Na RUBEM, escreve quinzenalmente às segundas-feiras.

Anúncios
Posted in: Crônicas