Yasmin espera [Mariana Ianelli]

Posted on 31/12/2016

1



Mariana Ianelli*

Hoje é um navio que já zarpou e agora está tão longe de origem e destino que só se vê horizonte. Um dia de ocorrências lexicais cintilantes. O salto para a outra margem, a virada de página, o meridiano dos sonhos. Num vídeo, Yasmin envia seu pedido de socorro ao lado de outras crianças no único orfanato ainda não destruído em Aleppo. Hoje é o sentimento do mundo. A confluência de todos os nossos pequenos tempos momentaneamente atentos à passagem de uma hora. Yasmin conta que perdeu seu pai e sua mãe há dois anos num bombardeio e desde então vive com outros pequenos órfãos, todos considerados seus irmãos. Hoje é o dia das multidões de branco. Os pés na areia, os pés na água, os pés suspensos em pombais, terraços de hotéis, mirantes de edifícios, os pés na pedra ainda morna da calçada. Brilham os olhos dos filhotes recém-nascidos. Brilham os olhos de Francisco, Murilo, Mateus, Lorenzo, Maria Teresa, Maria Flor, Catarina, Yolanda. E os olhos de Yasmim continuam fixos na câmera ao lado de outros olhos de meninos e meninas aglutinados em família no último orfanato ativo de Aleppo no meio do fogo cruzado. Uma família de quarenta e sete órfãos com fome. Eles pedem socorro para sair do inferno da guerra e viver como vivem as outras crianças do mundo. Eles pedem socorro para viver como crianças. Eles pedem socorro para viver no mundo. Hoje é dia de velas nas praias, barcos com flores, danças, cantos, promessas, orações. Dia de pico no índice anual da esperança. O salto para a outra margem, a virada de página, o meridiano dos sonhos.

__________

Mariana Ianelli é escritora, mestre em Literatura e Crítica Literária pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, autora dos livros de poesia Trajetória de antes (1999), Duas chagas (2001), Passagens (2003), Fazer silêncio (2005 – finalista dos prêmios Jabuti e Bravo! Prime de Cultura 2006), Almádena (2007 – finalista do prêmio Jabuti 2008), Treva alvorada(2010) e O amor e depois (2012 – finalista do prêmio Jabuti 2013), todos pela editora Iluminuras. Como ensaísta, é autora de Alberto Pucheu por Mariana Ianelli,  da coleção Ciranda da Poesia (ed. UERJ, 2013). Estreou na prosa com o livro de crônicas Breves anotações sobre um tigre  (ed. ardotempo, 2013). Na RUBEM, escreve quinzenalmente aos sábados.

Anúncios
Posted in: Crônicas