Você já deve ter notado [Carlos Castelo]

Posted on 13/07/2016

3



Carlos Castelo*
.
Aquela pessoa que fica postando toda e qualquer gracinha que seu filho pequeno – e, às vezes, até um marmanjo de barba na cara – apronta. Eu sei, isso é irresistível. Com meus filhos fazia isso direto. Mas a gente tem Superego pra quê? Adestramento. Mandar o Id dar um toque no Ego pra ele parar encher o saco dos outros.

O que chamo de “Relações Públicas de Filho” existe em larga escala e em alguns formatos independentes. Tem aquele que vai metendo fotos de uma criança fazendo o que ele acha fantástico (e não é) e legendando-as com frases energúmenas: “Felipinho tocando o zaralho na bici”. Nossa, como comove a gente tamanha singularidade. Felipinho, uma criança de cinco anos, anda de tonkinha! Se fosse de helicóptero AH-64 Apache, não seria assim tão impressionante. Mas, céus, de bike! É ou não é de rolar uma Niagara Falls de lágrimas?

Outro tipo comum é o dialoguista. Como não sabe escrever, coloca falas do filho que julga sensacionais depois de travessões.

– Papai, qué cocô.
– Qué coco, bebê, aguinha de coco?
– Não, qué cocô.
– Ah, quer comer coquinho, nenê?
– Não, pai, presta atenção: eu quero defecar.

O diálogo vem seguido de 97 letras K maiúsculas e um ponto de exclamação. Já notou esse espécime? Então me diga se não merecia ser bloqueado da sua Life Line.

__________

* Carlos Castelo é escritor, letrista, redator de propaganda e um dos criadores do grupo de humor musical Língua de Trapo. Na RUBEM, escreve quinzenalmente às quartas-feiras. 

Anúncios
Posted in: Crônicas