Pré-inverno [Madô Martins]

Posted on 20/05/2016

2



Madô Martins*

Esquecera das dores de cabeça, quando a temperatura cai. Acabo de lembrar. Ainda menina, brincava dizendo à mãe que seria daquelas idosas sempre de touca, o que, felizmente, não acontece. Mas a dor incomoda bastante, instalada no topo da cabeça, geralmente quando passo horas ao vento ou sem agasalho adequado. Só melhora com bebidas e banhos quentes, meias grossas, manta forrando o sofá, vidraças fechadas.

Vem chegando o tempo de chá e sopa, hábitos das casas da infância. Na da avó  paterna, o chá mate servido fumegante em xícaras de vidro azul claro, todas as tardes, na sala de jantar. Na da materna, canja preparada desde a escolha da galinha, na avícola, até o coração (dela e da avó) boiando no prato da neta preferida.

Tempo de pipoca com café, numa casa de amigos do interior. De vinho quente e quentão, ao conhecer a primeira feira agropecuária. De me divertir, ao notar vapor saindo da boca, junto com as palavras. De desenhar com o dedo nos vidros úmidos dos carros e vitrines. E deixar pegadas, no sereno sobre o asfalto.

Ainda é maio, mas o inverno já se insinua em alguns desses detalhes. Friagem que havia esquecido, durante tantos meses de calor. Que me faz procurar aconchego no encaixe perfeito de ombros, ao caminhar enlaçada ao companheiro, no embalar do neto nascido há pouco, no abraço terno dos amigos, no pelo do gato que se deixa acariciar…

__________

Madô Martins é escritora e jornalista, com 12 livros publicados e mais de 700 crônicas impressas aos domingos no jornal A Tribuna, de Santos/SP. Na RUBEM, escreve quinzenalmente às sexta-feiras.

Anúncios
Marcado:
Posted in: Crônicas