Fim [Madô Martins]

Posted on 14/08/2015

1



Madô Martins*

Trouxe para casa um vaso de antúrio, não muito segura dos resultados. Estou mais acostumada a lidar com violetas e afins, mas resolvi arriscar com uma planta meio selvagem, talvez mais resistente e com menos melindres.

Foi uma grata surpresa vê-lo florescer em pouco tempo. Surgiram mais folhas, de um verde luminoso, e três flores vermelhas, exuberantes sobre hastes firmes. Um dia, porém, uma destas apareceu quebrada, ainda com a flor pendurada na ponta.

Imediatamente, acionei meu PS botânico, aquele que tira folhas do caminho, para que os botões das violetas possam chegar à luz e abrir, ou que muda plantas para vasos maiores, quando crescem acima do previsto.

Improvisei uma tala no caule partido, a fim de que a seiva continuasse chegando até a flor. E, todos os dias, verificava se nem um nem outra mudava de cor, denunciando falta de alimento. O curativo funcionou durante semanas. Embora precariamente, a flor sobrevivia.

Até que, ontem, ela se desprendeu. Seu último ato foi deixar-se ficar sobre a mesinha, vermelho sobre o branco, ainda uma obra de arte. Despedi-me dela com tristeza. Tínhamos vivido bons momentos juntos e parecia possível que assim fosse por longo tempo mais.

Cheguei à conclusão que a natureza tem seus próprios ritmo e seleção natural: aquela nunca seria uma flor para reprodução, apenas servia aos meus caprichos e me fazia bem aos olhos e ao coração. Que agora terão que se contentar com as restantes, que nada exigem de mim a não ser regas periódicas e um pouco de sol.

Penso em fazer curso de jardinagem, o que ajudaria a entender melhor como lidar com plantas de diversos tipos e o que é melhor para elas. Mas o querer bem, o prazer de estar sempre perto, o completar-se com a vida alheia não se aprende na escola. Nem salva uma flor predestinada a morrer.

__________

Madô Martins é escritora e jornalista, com 12 livros publicados e mais de 700 crônicas impressas aos domingos no jornal A Tribuna, de Santos/SP. Na RUBEM, escreve quinzenalmente às sexta-feiras.

Anúncios
Marcado:
Posted in: Uncategorized