A queda dos Camargo [Daniel Cariello]

Posted on 30/07/2015

4



Daniel Cariello*

O pai organizou tudo: verificou a meteorologia, escolheu um hotel na serra e com consumo liberado, reservou dois quartos colados — um pro casal e outro pros filhos, mandou o carro pra revisão, traçou as rotas no GPS, imprimiu-as por segurança (para o caso de a bateria acabar), planejou a hora da partida para não pegar engarrafamento e preparou a trilha sonora da estrada, não se esquecendo de incluir Zeca Baleiro, Arcade Fire, Agepê, Mozart e Ratos de Porão, uma seleção eclética e tolerante, a cara dos Camargo, que, não por acaso, haviam sido escolhidos “A família modelo” do ano na rua em que moram.

A mãe vestiu a camiseta “Mamãe da gatinha” e deu para a mais nova o modelo “Gatinha da mamãe”. Entregou a todos seus bonés “Camargo’s team” e fez uma preleção das férias, citando Bernardinho e o Papa Francisco, lembrando a força de uma equipe bem entrosada e a importância dos valores cristãos. Deu um beijo na testa de cada filho e disse: “aproveitem das férias”.

A pequena e a mãe correram para a piscina aquecida e coberta e não havia quem as tirasse de lá. O pai não entrou na água, mas ficou por perto, tomando cerveja sem álcool e verificando que tudo ia bem, enquanto lia um livro de autoajuda. O do meio também logo encontrou sua turma, outras crianças que preferiram o torneio de xadrez ao de futebol de salão.

Mas aí apareceu o Tio Pudim, o atlético animador do hotel, responsável por entreter os mais novos pela manhã e os adolescentes na matiné da boate. O nome dele não era Tio Pudim, claro, era Bruno. Tio Pudim era o apelido, dado pelo pai, dizendo que ele era um tiozão pra aqueles adolescentes. E tinha uma cara tão engraçada que se trabalhasse em circo certamente se chamaria Palhaço Pudim.

E aconteceu que a mais velha foi ao baile, encheu a cara de Coca com uma vodka que trouxe escondida, subiu na mesa, jogou pro alto o boné dos Camargo, se pendurou de surpresa no pescoço do Tio Pudim e começou a beijá-lo com tanta vontade que os dois caíram no chão. Três minutos depois, as fotos caíram no insta e no face. Uma hora mais tarde, os Camargo caíram fora do hotel. No dia seguinte, perderam o título de família modelo e caíram para a segunda divisão da rua, onde passaram a fazer companhia aos Ferreira, aqueles ateus comunistas.

Por via das dúvidas, a excursão da mais velha para a Disney já foi cancelada.

__________

Daniel Cariello já foi office-boy, guitarrista e tecladista em banda de rock, escritor, jornalista e publicitário. Queria ser reconhecido pela música, mas ganhou prêmios escrevendo para revistas e agências de propaganda. Em 2013, lançou seu primeiro livro, Chéri à Paris, com as crônicas que escreveu quando morou na capital francesa. É cronista da revista da Veja Brasília e colabora com a RUBEM às 5ª feiras.

Anúncios
Posted in: Uncategorized